pacca@diagnosticobucal.com.br

Saiba mais sobre cisto de boca

Os cistos de boca são um conjunto de sintomas associados à determinada doença que apresentam uma secreção líquida ou pastosa em seu interior. Essas lesões são sempre revestidas de tecido epitelial na sua intimidade e podem ser encontrados em várias regiões do corpo. Suas formações são diversas e quando elas têm origem na lâmina dentária são denominadas cistos odontogênicos (cisto na boca), enquanto os outros cistos são denominados não-odontogênicos.

Cistos odontogênicos
Falando especificamente dos cistos odontogênicos, as lesões apresentadas são muito incomodas e podem ser o resultado de uma proliferação de restos de tecidos epiteliais que foram responsáveis pela formação dos dentes. Esses restos, quando mal absorvidos pelo organismo, podem se proliferar de maneira patológica e formar cistos na região. Mas é importante ficar claro que esses tecidos sozinhos não são capazes de explicar o desenvolvimento dessas lesões: é preciso associar a presença dos remanescentes epiteliais a um agente traumático na região para que a proliferação seja desenvolvida.

Os cistos odontogênicos podem ser classificados de diversas maneiras, já que podem apresentar características diferentes, de acordo com a região ou com a faixa etária dos pacientes. A literatura científica classifica os cistos odontogênicos em alguns grupos. São eles:

Cisto da lâmina dentária
Esse cisto de boca é também denominado cisto do recém-nascido, já que 80% dos casos aparecem nessa faixa etária. Ele se caracteriza por pequenos nódulos de coloração esbranquiçada e geralmente está localizado nos alvéolos dos maxilares (cavidade do osso). Sua origem se dá pela proliferação de algumas células da lâmina dentária que se queratinizam e formam os cistos.

Cisto primordial (queratocisto)
O queratocisto é uma formação geralmente assintomática. Quando cresce muito, pode começar a incomodar e gerar um pouco de dor na região. Sua freqüência é mais comum próximo a região do terceiro molar, mas pode surgir também em outras partes do complexo maxilo-mandibular. É uma lesão mais comum em homens entre os 20 e 30 anos.

Cisto dentígero
Esse é um cisto mais freqüente em adolescentes e jovens adultos. A lesão geralmente surge na coroa de um dente (os terceiros molares em maior incidência) e está relacionada com dentes já formados, sendo praticamente inexistente em dentes de leite. Seu crescimento é lento e assintomático, o que pode gerar grandes perdas ósseas e o deslocamento de outros dentes na arcada. O surgimento está provavelmente relacionado a uma alteração no tecido epitelial do esmalte após a formação completa do dente.

Cisto de erupção
Esse tipo de cisto é uma variação do cisto dentígero, porém associado a dentes de leite ou permanentes que estejam passando por um processo de erupção. Geralmente essa lesão está localizada entre o epitélio reduzido do esmalte e da coroa do dente e tem característica hemorrágica, deixando a região gengival com coloração roxa ou azulada.

Cisto periapical
O cisto periapical é de longe o mais comuns dos maxilares. Ele surge de um granuloma periapical preexistente (lesão mais comum que acomete um dente com a polpa necrosada). O granuloma periapical inicia-se e mantém-se pela degeneração de produtos necróticos do tecido pulpar. Na grande maioria das vezes, o cisto periapical é assintomático e freqüentemente é descoberto durante exames radiográficos de rotina.

Cisto periodontal lateral
O cisto periodontal lateral é definido como um cisto de desenvolvimento não inflamatório, não queratinizado, ocorrendo próximo e na lateral da raiz de um dente. Acredita-se que a origem desse cisto se relacione à proliferação dos restos da lâmina dentária. Os locais mais freqüentes são as regiões de pré-molar e canino inferior e ocasionalmente em incisivos. Na maxila, as lesões são notadas principalmente em incisivos laterais. A literatura indica uma predileção pelo sexo masculino em proporção de 2:1. Em relação ao sexo feminino, surgem por volta dos 40 anos e geralmente são assintomáticos.

Cisto odontogênico calcificante
O cisto calcificante é considerado uma lesão extremamente rara, já que sua frequência de aparecimento não chega a 1% dos casos. Ao contrário dos outros cistos, o calcificante apresenta características neoplásicas (tumores) e é tratado por especialistas da área como uma amostra de tumor odontogênico. Ele atinge, geralmente, a região anterior da arcada, e sua manifestação clínica é caracterizada pelo crescimento constante, porém sem sintoma. Seus picos de surgimento podem acontecer na faixa dos 20 ou dos 50 anos, com menor risco na faixa etária situada entre essas duas idades e sem predileção por algum dos sexos. Devido à sua característica neoplásica, muitos profissionais acreditam que ele pode influenciar a alteração de tecidos dentários e gengivais, aumentando o risco de desenvolvimento de tumores.

Tratamento do cisto de boca
O tratamento para os diversos casos do cisto de boca se baseia em remoção cirúrgica e análise da lesão. O procedimento pode ser feito em ambiente de consultório com anestesia local ou eventualmente sob anestesia geral em centro cirúrgico hospitalar. É importante salientar que estes procedimentos de diagnóstico e tratamento dos cistos bucais são feitos por profissionais especialistas em Estomatologia e/ou especialistas em Cirurgia Bucomaxilofacial.

Prognóstico após o tratamento
São poucos os casos de cistos de boca que, quando removidos, reaparecem nas mesmas regiões bucais. Mas é importante manter junto com o estomatologista ou cirurgião bucomaxilofacial o acompanhamento anual.

 Dr. Francisco Pacca

 


  1. Fernanda disse:

    Fiz a remoção do cisto á um ano e estou sentindo pulsar no local da cirurgia, tenho a sensação se ter voltado a infecção.
    Como posso saber se voltou a infecção?

    • Editor disse:

      Boa tarde Fernanda.
      Realmente pode estar ocorrendo uma recidiva do cisto.
      Como já faz 1 ano, o ideal é que se faça uma tomografia computadorizada para avaliação.
      Atenciosamente
      Dr. Francisco Pacca

  2. Amanda disse:

    Estou com um caroço no ceu da boca , não dói mais se aperta sai pus, já fiz um raio X e deu uma bola em cima da raiz do dente no segundo dente da frente do lado esquerdo se não me engano o dente de n 22. Meu dentista mandou procura uma faculdade para esta fazendo esse procedimento.

  3. Claudete Tavares disse:

    Boa noite fiz uma cirurgia para retirar um dente e um cisto, a pois alguns dias depois uma parte da minha boca continua adormecida, voltei ao dentista ele me disse que era normal, que a anestesia poderia durar até 40 dias isso já tem quase 1ano, voltei no dentista e ele me disse que não tem nada haver com a cirurgia que pode ter sido um começo de infarto ou derrame, mais minha boca ficou assim depois dessa cirurgia.

  4. Sueli disse:

    O pseudo cisto pode doer algumas vezes?

  5. Tatiana Marcondes disse:

    Boa noite…meu marido fez um cirurgia de retirada de cisto há 5 anos atras, onde precisou colocar enxerto…Hj o cisto voltou nao na mesma regiao, próximo…e vai precisar colocar 3X mais enxerto…pq o cisto volta? Alem do buco maxilar q ele passa em acompanhamento, teria outro médico para investigar a causa do cisto voltar?

  6. Dircineia Rodrigues de Carvalho Mendes disse:

    Gostei se ter informações, de como retirar um cisto em una criança de 6anos. Este procedimento é feito no hospital ou em consultório?

  7. Marcia Morais De Oliveira Freitas disse:

    Fia uma retirada de cisto tem um dia e agora minha face começou a inchar, posso tomar algum anti- inflamatório ?
    Qual?

  8. Marcia Morais De Oliveira Freitas disse:

    Fiz uma retirada de cisto tem um dia e agora minha face começou a inchar, posso tomar algum anti- inflamatório ?
    Qual?

  9. Marcia Aparecida Malacarne disse:

    Em criança com 3 anos de idade não é perigoso fazer uma cirurgia dessas

  10. Elaine Cristina costa disse:

    Boa tarde apareceu na minha boca pelo lado de dentro perto do nariz um caroço que quando eu cosso foi o q pode ser por favor eu preciso de ajuda o mais rápido possível

  11. Maria José de Lima disse:

    Descobri um caroço no céu da boca,além de incomodar dói principalmente quando como,o que fazer?

  12. Fabia de castro disse:

    Retirei dois cistos não odontogenico do lado direito da boca posso volta a usa a prótese normalmente
    Obs: retirei todos os dentes de cima uso prótese gostaria de saber se depois desta cirurgia posso voltar a usar

  13. Fátima freitas disse:

    Olá bom dia , tenho um cisto no ceu da boca , que as vezes ele enflame e sai secreções, muitas vezes tenho que ir na emergência para rasgar e por um dreno, gostaria de saber se tenho como fazer uma cirurgia pelo sus pós nao tenho condições de pagar , o senhor poderia me indicar um local , aqui em Salvador /BA . Muito obrigada

  14. Manel joaquim disse:

    Boa tarde minha mãe fez uma cirurgia a um cisto ósseo simples na mandíbula a um 1 mês e meio
    Ainda está sentido dor e está um pouco inchado e às vezes apanha o ouvido e pescoço será normal da cicatrização do osso? Gostaria de resposta obrigado



Deixe seu comentário