Casos Clínicos

ODONTOMA COMPOSTO-COMPLEXO

ODONTOMA COMPOSTO-COMPLEXO

Paciente do sexo masculino, leucoderma, 17 anos de idade, procurou a disciplina de Estomatologia da Ung para submeter-se a tratamento odontológico de rotina onde sua queixa principal era a não erupção dos dentes permanente 11,12 e 13.

Ao exame radiográfico, verificou-se a presença de um odontoma composto-complexo, onde os permanentes estavam impedidos de erupcionarem, além de fazerem parte da lesão.

Aspecto radiográfico da lesão

Inicialmente foi feita a abordagem cirúrgica da região para a remoção da lesão, bem como dos dentes permanentes. Devido seu estado de dilaceração, não foi possível o reimplante dos mesmos. Neste momento, optou-se pela manutenção dos dentes decíduos.

Visão da loja cirúrgica

Dentes removidos (note a massa de esmalte/dentina)

Aspecto pós operatório de 7 dias

Remoção dos dentes decíduos

Num próximo passo, foi confeccionado um aparelho removível, provisório, para a manutenção do espaço para posterior reabilitação protética.

Estética da peça colocada

O paciente permanece em acompanhamento na Disciplina.