OSTEOMIELITE CRÔNICA AGUDIZADA

Paciente do sexo feminino, procurou a Disciplina de Estomatologia da UNISA, com queixa de aumento de volume localizado na mandíbula do lado esquerdo. Relatou ainda que a aproximadamente 3 anos atrás, havia feito exodontia do primeiro pré-molar e que o Cirurgião-Dentista não teria removido toda a raiz ( sic ). Ao exame intra-oral verificou-se a presença de aumento de volume da região provocado por expansão óssea tanto da tábua vestibular, quanto da tábua lingual, além da presença de conteúdo purulento que extravasava de fístula na região.


FIG 1 - ASPECTO INICIAL DO SEQUESTRO ÓSSEO

Ao exame radiográfico ( figura 1 ) pudemos verificar destruição óssea extensa e presença de grande sequestro ósseo ( 3,5 x 3,5 cm ), permanecendo intacta apenas a cortical basal da mandíbula.

Iniciamos o tratamento com antibioticoterapia durante 7 dias e posteriormente foi realizado o procedimento cirúrgico para a remoção do sequestro, bem como limpeza cirúrgica da área ( figura 2 ).


FIG 2 - ASPECTO DA ÁREA APÓS A REMOÇÃO DO SEQUESTRO

No trans-operatório nos deparamos com extensa massa óssea necrosada de coloração acinzentada associada a presença de uma raiz residual. A terapia antibiótica foi mantida por mais 7 dias quando a sutura foi removida, estando a ferida cirúrgica completamente cicatrizada.

------------------------------------------------------------------------------------------------

Autores: Prof. Dr. Artur Cerri, Prof. Eduardo Ribeiro da Silva e Monitor Diego Alvarez.

 
 |