DISPLASIA FIBROSA MONOSTÓTICA

Paciente C.A.S., sexo masculino, raça negra, 47 anos de idade, residente na cidade de São Paulo, procurou a disciplina de Estomatologia da Universidade de Santo Amaro, para avaliação, queixando-se de um aumento de volume indolor, na região da Maxila do lado direito e impossibilidade da instalação de uma prótese removível.

Aspecto clínico intra-bucal da lesão

No exame extrabucal observou-se um aumento de volume com assimetria facial.

Ao exame intrabucal constatou-se um aumento de volume na maxila do lado indo de pré-molar até tuberosidade, a mucosa se encontrava com aspecto de normalidade e apenas um dente estava relacionado com a lesão e este não apresentava qualquer alteração.

A história médica não revelou nenhum dado significativo.

Foram solicitadas radiografias periapical e panorâmica. O aspecto radiográfico mostrou uma lesão uniforme com expansão cortical óssea e aparência típica de “vidro despolido” que se estendia de 2o pré-molar a túber de maxila. Também foram realizados Rx de crânio e de fêmur, e estes não apresentavam nenhuma alteração.

Aspecto clínico intra-bucal da lesão

Em vista da avaliação clínica e da interpretação radiográfica aventamos a hipótese de Displasia Fibrosa Monostótica.

Visão geral da lesão, próxima ao seio maxilar

Objetivando fechar o diagnóstico optamos por uma biópsia incisional, que confirmou a hipótese de Displasia Fibrosa Monostótica.

Sete dias após a obtenção do diagnóstico realizou-se a excisão cirúrgica. Foi prescrito para o paciente antibiótico e antiinflamatório no pré e pós-operatório.

Aspecto clínico do osso “marmoreo”

A cirurgia foi executada sob anestesia local. A remoção do osso lesado e a remodelação do osso sadio foram feitas com cinzel, martelo e lima para osso.

Fragmentos removidos

Após uma semana, os pontos foram removidos, estando à mucosa satisfatoriamente cicatrizada e notando-se nítida melhora na simetria facial.

Aspecto do pós opretório imediato

O paciente foi encaminhado para a disciplina de Prótese Removível da UNISA para confecção de uma nova prótese.

DRA. DANIELA MARTI COSTA
DR. HENRIQUE PRATS
DR. CARLOS EDUARDO RIBEIRO DA SILVA

 
 |